.mais sobre mim

Lilypie - Personal pictureLilypie Second Birthday tickers

.Quem me visita

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Março 2006

.posts recentes

. De volta.....

. A minha agenda em ....

. E lá vou eu....

. Estou me a organizar

. Estou viva... ahahah

Sexta-feira, 10 de Abril de 2009

A reviravolta...

Olá a todas

 

Como prometi aqui vão as novidades.

Nestes últimos dois meses a minha vida deu uma volta de 180 graus.

A nível emocional fui ao fundo, e quando digo ao fundo foi mesmo. Andei de rastos, sem rumo, sem saber o que fazer. Claro que se alguma coisa me fez aguentar foi o Tomás, ele tem sido a minha fonte de energia, a minha fonte de vida, sem ele acho que teria mesmo desistido.

Procurei a dada altura fazer uma introspecção  a minha vida, ao rumo que as coisas estavam a tomar. Todas as respostas eram deveras duras e negativas. Acreditem ou não, o balanço que fiz não correspondeu em nada ao que eu haveria sonhado neste momento da minha vida.

Todas sabem que se há algo que me faz vibrar tem sido a maternidade, mas a vida nao se resume a isso, e quando tudo o resto nos foge das mão, torna-se complicado lutar.

Tive uma recaída daquelas, tudo me irritava, tudo me fazia perder a cabeça.

As conclusões a que cheguei, depois de tanto pensar e reflectir fizeram-me perceber uma coisa, tenho alguém que merece que eu esteja bem, tenho alguém que precisa do meu bem estar, de me ver feliz, logo é apenas para esse alguém que viverei e lutarei face a tudo e a todos.

Tomei decisões que me custaram a adaptar, mas como em tudo na vida é uma questão de tempo e hábito, apesar de achar que em prol dessas decisões outras mudanças hão-de vir, se calhar a longo prazo (ou não), mas tenho noção que irão chegar.

Decidi ser egoísta, viver apenas em função de mim e do Tomás, esquecer tudo o resto, e ter apenas como objectivo o meu bem estar (a todos os níveis) e o bem estar do meu filho, mesmo que isso implique ficarmos apenas os dois. Afinal, ao longo destes 9 meses que muitas vezes é assim que estamos, os dois.

Dizem que a indiferença mata, e é bem verdade. Mata por dentro, mata o amor, mata as relações. Neste momento essa é a palavra que me caracteriza, indiferente. Numa relação te que se remar em sintonia, a dois, não faz sentido quando é apenas um que caminha e o outro apenas avança quando se lembra. Neste momento, estou parada, e sinceramente não me vejo a continuar esta caminhada. Estou magoada demais para esquecer, perdoar, ou passar por cima.

Uma coisa apendi nisto tudo, sempre lutei sozinha na minha vida, e pelos visto continuo a faze-lo.

Para além do lado emocional, as coisas a nível profissional estavam uma porcaria. Mandei centenas de CV e nada, já andava a desesperar, sempre fui dona do meu nariz, sempre fui independente e depender de alguém, que ainda por cima é alguém que já mais para ir do que para ficar, é horrivel.

Mas finalmente uma luz apareceu, assim do nada, sem contar recebi o convite para ser coordenadora de um centro de formação. Comecei dia 1 de Abril e estou a adorar. Terei finalmente o meu ordenado fixo, um local onde me dão valor pelo meu trabalho, pessoas alegres e que me fazem sentir bem.

Sim porque nem sempre os locais de trabalho são locais onde nos sentimos bem, mas eu tenho essa sorte. Finalmente tenho estabilidade profissional (espero), sinto-me util novamente, sinto-me viva.

Estou a erguer-me novamente, mas como pessoa mudei, mudei possivelmente para pior, não sei, mas as patadas já foram tantas que me fez mudar.

Ainda esta semana disse a alguém que não me conheço, não gosto na pessoa que me estou a tornar, mas a vida obrigou-me a isso. Se tivesse que me descrever, diria que sou egoísta (porque penso apenas em mim e no meu filho e estou a borrifar para os outros que me rodeiam), calculista( porque tenho como meta trabalhar para ganhar dinheiro e não apenas por gostar do que faço, penso em tudo ao pormenor, e procuro os caminhos directos ao que pretendo), vingativa (porque prometi a mim mesma, que há determinadas pessoas que vão penar o que eu penei, que não terei pena delas em situação alguma, que não lhes estenderei a mão caso precisem, e acima de tudo se as puder calcar calo, apenas estou à espera da primeira oportunidade para o fazer), fria (porque nada me faz vibrar, nada me acelera o batimento cardíaco, nada me provoca desejo), e apesar de tudo isto MÃE (porque tenho dois filhos que me fazem querer lutar, o meu anjo que me empurra mesmo sem eu o ver, e o meu Tomás que com cada sorriso me alimenta a alma, e que precisa de mim para estar bem). Acho que ele é apenas a única pessoa que faz com que eu não me esqueça da mulher que já fui um dia.

 

Bem o testamento já vai longo

 

Jinhos a todas e obrigada por terem estado sempre desse lado

Sandra

publicado por acreditarnodestino às 16:50

link do post | comentar | favorito
|
1 destino:
De isa a 10 de Abril de 2009 às 18:34
A maior parte das decisões com que nos deparamos nesta altura da nossa vida, nunca são fáceis, muito menos para quem já é mãe, que tem de pensar não só em si mas também nos seus filhos. Só por isso nunca serás uma pessoa egoísta.
Não te conheço pessoalmente, mas tenho a certeza de que isso foi mais um desabafo do que uma vontade. Por mais complicadas que as coisas estejam, por mais magoada que te sintas, não deixes que mudem a pessoa que és (o contrário de tudo o que descreveste)!
No que se refere à relação, são situações muito complicadas que, não estando dentro do assunto não te posso ajudar... mas quero que saibas que tens todo o apoio e o carinho que necessitares, ainda que virtualmente, deste lado!
Se precisares de algo é só dizer!
Fico contente por as coisas se estarem a resolver.
Beijinhos

Comentar post

.links

.O que me faz voltar no tempo


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

.Visitantes