.mais sobre mim

Lilypie - Personal pictureLilypie Second Birthday tickers

.Quem me visita

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Março 2006

.posts recentes

. De volta.....

. A minha agenda em ....

. E lá vou eu....

. Estou me a organizar

. Estou viva... ahahah

Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

38 semanas... tamos quase

Em contagem decrescente...

 

Pois é, há muito que não escrevo, estive de repouso desde as 32 semanas e apesar de não ter nada para fazer, também não havia grande disposição para vir ao pc. A barriga já incomoda, e estar sentada é complicado. 

Já estou de 38 semanas, parece um sonho, eu, que nem as 30 pensava chegar, o meu Tomás está-se a portar como um "homenzinho", e está a aguentar-se. Esta foi já para mim uma grande vitoria. 

Não tem sido uma gravidez tranquila e de todo fácil, tenho tido muitos sustos, e o medo tem-me acompanhado diariamente.

Sinto-me feliz pela chegada do meu Tomás, pelo filho que carrego no ventre, por cada dia que passa e tudo está bem. Mas esta não é uma felicidade plena. Há dias que são terriveis, que sinto uma angustia imensa, uma saudade que dói, que me sinto imensamente sozinha com as minhas lembranças, com o recordar e o imaginar de como seria o meu primeiro filho.

Por mais que queira não sentir, tenho a sensação que foi uma caminhada que tenho vindo  a fazer sozinha, cada degrau que subo só eu sei o quanto me custa, porque sinto que não me entendem. Sinto que me exigem estar plenamente feliz, não estou, não consigo estar e sinceramente cansei-me de fazer de conta quando etsou com as pessoas.

O meu filho está a chegar, e o dia 4 de Julho teima em ser a DPP, dia 4 de Julho, o mesmo dia que me arrancaram do ventre o meu primeiro filho, que ironia do destino. Uma ironia que não quero vivenciar, uma ironia que não deveria de existir, porque sei que se assim for, não irei viver o nascimento do meu Tomás na sua plenitude.

Neste momento já tive um susto, um alarme falso, a qualquer momento o meu filho nasce. Terei consulta dia 26 e aí marcarei a indução do parto. Irei pedir ao médico para o fazer antes de dia 2, para não correr o risco do tal dia 4.

 

 

Um beijo a todas as pessoas que me dão força, que mesmo com um sorriso me fazem acreditar que tudo vai correr bem. Obrigada por estes 9 meses de apoio, por estes 9 meses de compreensão sem juizos de valor e acima de tudo sem cobranças.

 

Sandra

publicado por acreditarnodestino às 00:11

link do post | comentar | ver destinos (1) | favorito
|

.links

.O que me faz voltar no tempo


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

.Visitantes