.mais sobre mim

Lilypie - Personal pictureLilypie Second Birthday tickers

.Quem me visita

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Março 2006

.posts recentes

. De volta.....

. A minha agenda em ....

. E lá vou eu....

. Estou me a organizar

. Estou viva... ahahah

Terça-feira, 15 de Setembro de 2009

Um esclarecimento

Olá a todas

 

Hoje resolvi falar num assunto que nunca abordei aki, mas começo a ficar fartinha de questões.

A minha relação com a igreja, nomeadamente com o catolicismo é muito própria e pouca gente sabe disso. Mas como tenho sido melgada com a porcaria do batizado do Tomás resolvi esclarecer a algumas pessoas.

Durante a minha infânia foi-me incutido que Deus isto, Deus akilo. Ao longo da vida a minha atitude e opinião face a Deus e à igreja começou a ganhar outros parâmetros. Para mim existe algo superior a nós, que nos dá força, que nos dá ânimo e ao qual nos agarramos. Não aceito que lhe deiam um nome, mas respeito a quem o faz. Respeito a religião de cada um e agradeço que respeitem também a minha posição. Vou à igreja, em alturas que não há missa, porque é um local calmo, tranquilo, onde ninguém nos incomoda. Mas respeito com o faça. Agora exijo, e a palavra é mesmo esta EXIJO que me repeitem também. Não posso conceber que me impinjam nem a mim nem ao meu filho viver em função da igreja.

Quero batizar o Tomás, porque a nossa sociedade assim o determina, porque sei que mais tarde o meu filho poderá estar limitado por não ter recebido o batismo, e não pela festa ou pelo ritual em si. Faço-o porque é também desejo do pai. Agora que fique claro que o faço quando assim o entender e não quando terceiro querem. Era o que me faltava quererem mandar em mim e no meu filho.

Por isso aproveito e informo 3 coisas:

1) o Tomás será batizado quando eu entender e sem aviso prévio a ninguém

2) não faço qualquer festa, ou almoço, vou à igreja com os padrinhos e mais nada. Não é isso o batismo? ir a igreja? ou mais uma vez tenho razão e para alguns o batismo é uma grande hipocrisia?

3) que fique claro que o meu filho já tem padrinhos, desde que estava grávida, por isso parem de me chatear a tentar impingir outros. FUI CLARAAAAAAAAAAAAAAAAAA????????????

 

Já agora outra coisa, poupem-me a falsos interesses sobre o estado de saúde do meu filho. Porque se quando estão com ele não lhe ligam, lhe esfregam na cara prendas que vão dar ao pingente e dizem de lata "para ti não há nada", se ignoram que ele existe e quando telefonam só se preocupam em lhe perguntar onde está a irmã, agradeço que não o façam. Até porque para o meu filho irmã é só uma, a que partiu, chama-se Beatriz. Para se ser irmão não basta partilhar o mesmo pai ou a mesma mãe, tem que se amar, tem que se tratar bem, e não tentar fazer-lhe mal emocional ou fisicamente como já aconteceu. Ele sabe lá quem é a Inês. Poupem-me. Estou fartinha destas hipocrisias e como tal agora é assim digo o que tenho a dizer e quem não gostar que não leia.

 

Desculpem o desabafo, mas isto qualquer dia vai ser dito na cara e não apenas escrito. Mas para já desabafo aqui.

publicado por acreditarnodestino às 09:32

link do post | comentar | favorito
|
5 destinos:
De Sonia a 15 de Setembro de 2009 às 10:25
Já há algum tempo que sigo o teu cantinho, mas só agora resolvi comentar para dizer que te entendo muito bem...
É muito difícil ver os filhos que o pai do nosso filho teve de uma anterior relação serem beneficiados pela família da parte do pai... Eu nunca perdi um filho mas quero ter outro porque, e como eu digo, o meu filho é filho único. A irmã que tem da parte do pai, não conta... Isto porque ela está SEMPRE em primeiro lugar... O meu filho é o emplastro para aquela gente.
Bem, este testamento para dizer que os nossos filhos têm nos a nós. As mães que nunca os deixaram ficar mal.
Vai daqui um grande beijinho e força...
Sónia & Henrique
De acreditarnodestino a 15 de Setembro de 2009 às 10:31
Oh Sónia

Não imaginas o que senti ao ler o teu comentário, ás vezes tenho a sensação que sou eu que estou louca.
Mas afinal não sou tola

jinho grande e obrigada
De Anaia a 15 de Setembro de 2009 às 16:47
Só para dar uma beijoca.

Relax!!

Ana
De Sonia a 16 de Setembro de 2009 às 13:59
Temos que engolir muitos sapos... Mas estamos cá para enfrentar tudo e todos pelos nossos filhotes..

Beijinhos e calma!
Sonia
oprinicpedamae.blogspot.com
De susana a 9 de Outubro de 2009 às 21:15
já não vinha cá à muito tempo, e agora não páro de ler... gosto de ti, pela forma como lutas por ser feliz :) como pensas. e é engraçado identificar-me em algumas palávras que escreves. Relativamente ao baptismo penso o mesmo. cresci na igreja, até cheguei a dar catequese, mas ainda não baptizei os miúdos, não deixo que se metam na minha vida, quando achar que é a hora certa, será! pode ser que sejam eles a pedir...

Comentar post

.links

.O que me faz voltar no tempo


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

.Visitantes