.mais sobre mim

Lilypie - Personal pictureLilypie Second Birthday tickers

.Quem me visita

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Março 2006

.posts recentes

. De volta.....

. A minha agenda em ....

. E lá vou eu....

. Estou me a organizar

. Estou viva... ahahah

Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

As datas... porcaria de datas

Esta semana tem sido um horror... As datas... algo que normalmente nos deixa felizes, a vida encarrega-se de fazer o contrário.

O tempo passa, e elas continuam a magoar, continuam a deixar-me angústiada, ausente, revoltada e com raiva do mundo.

Acho sempre que vou conseguir passar ao lado, que vou conseguir não ir abaixo, mas não consigo.

Nada me garante que a minha filha nascesse no dia 14 de Fevereiro, mas foi esta a data que sempre vi no monitor, que está gravada nas ecografias, por isso será sempre esta a data que irei associar ao nascimento da minha Beatriz.

Como tal, esta semana para mim nao tem sido fácil, à medida que o dia 14 se aproxima noto que ando cada vez mais em baixo, cada vez com mais vontade de estar sozinha, de figir, de não falar com ninguém, até porque ninguém se lembra que a minha filha faria agora 2 anos, ninguém se lembra que esta era a data prevista para o parto, ninguém se lembra (ou quase ninguém) que ela um dia existiu.

É tão difícil explicar aos outros, ou melhor, nem se quer me dou a esse trabalho, porque os outros também não irião querer ouvir.

Como se não bastasse a tristeza, vem aliado a culpa, culpa porque de alguma forma me estou a esquecer do meu Tomás, que é a luz da minha vida, e se não tivesse perdido a Beatriz ele não estaria cá. É tão difícil gerir o que vai cá dentro.

Quero imaginar a minha filha serena, em paz, num sítio tranquilo e cheio de luz.  Quero imaginá-la como um anjo. Encontrei uma imagem na net que traduz em pleno aquilo que penso,

com uma rosa vermelha, uma rosa de amor, a rosa que sempre compro e lhe oferece quase como que um abraço lhe estivesse a dar.

 

Que neura..........................   Que raiva............... de ninguém, apenas da vida.

 

publicado por acreditarnodestino às 14:07

link do post | comentar | favorito
|
9 destinos:
De Carla a 9 de Fevereiro de 2010 às 14:20
"É tão difícil explicar aos outros, ou melhor, nem se quer me dou a esse trabalho, porque os outros também não irião querer ouvir."

Claro que "Nós" percebemos, não esquecemos e queremos ouvir-te...

De acreditarnodestino a 9 de Fevereiro de 2010 às 14:24
Oh Carla
esse "Nós" eu sei que entende, que ouvem, que estão aí.... mas e o resto... e quem está do nosso lado, quem nos rodeia diariamente... esse agradecem que nos calemos, sabes tão bem como eu que é assim.

jinhos e obg
De Anabela a 9 de Fevereiro de 2010 às 21:05
pois é, as malditas datas que nos consomem a alma.
mas como alguém diz "respirem fundo"
pois ontem foi ainda consequencia da data.

força e beijinhos
De Anaia a 9 de Fevereiro de 2010 às 22:00
Só para que saibas que me lembro várias vezes da Beatriz.

Acredito que muitos se lembrem dela, apenas não o queiram fazer.

Beijocas

P.S. - Já tenho saudades vossas.
De Carla a 10 de Fevereiro de 2010 às 09:45
Anaia,
Nós também temos... Volta que estás perdoada :)
De acreditarnodestino a 10 de Fevereiro de 2010 às 10:19
Oh lindas

Eu sei que vocês se lembram, acreditem que são vocês, mesmo que se calhar não se deiam conta que me ajudam, que me dão animo, pois têm sempre presente a minha Beatriz.

Ana, uma segunda feira que possas avisa, que eu deixo te vir de penetra.


Jinhos e obrigada as minhas meninas (vocês sabem quem são)
De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2010 às 21:55
ola DR
Nao posso imaginar sequer o que sente, a dor que passa por esse coração, que é tao grande como o universo e que toca todos os que a rodeiam; apenas sinto a sua tristeza, por vezes silenciosa, mas presente; por vezes a ignorancia leva-nos a nao saber como agir(por mim falo) e consequentemente ao silencio;
sendo mãe, sei que amo incondicionalmente os meus filhos e se calhar por ai, tento por-me na sua pele ( sei que é impossivel....não consigo sentir...ou pensar..) e nao consigo...
Se quiser falar, se quiser ficar calada, se quiser um abraço, mesmo sem dizer nada eu estou a seu lado, todos os dias, disponivel para chorar, falar, rir seja o que for.....
E tenho a certeza, que esteja onde estiver, a Beatriz vai estar muito orgulhosa da familia que tem , da super mae que nunca vai deixar de lembrar o dia 14 de Fevereiro....
Um beijinho e um grande abraço apertado...
PS: Desculpe se pareço uma tolinha as vezes para a fazer rir, mas é a minha forma de dizer que estou a seu lado...
Carla Leite
De sofia a 25 de Fevereiro de 2010 às 15:36
Sinto muito, realmente as datas têm uma mensagem muito, muito forte...
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana
De susana a 1 de Março de 2010 às 17:37
olá :)
quero deixar-te um abraço, e um acreditar que a biatriz está num lugar muito melhor que este!!!
que está sempre contigo, que te sorri, e vai ser sempre o anjo da guarda do tomás.
cá em casa temos um anjo da guarda na parede da entrada, mas na minha vida ele existe desde que eu nasci (o irmão mais velho que nunca nasceu...)
abraço grande e boa semana

Comentar post

.links

.O que me faz voltar no tempo


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

.Visitantes