.mais sobre mim

Lilypie - Personal pictureLilypie Second Birthday tickers

.Quem me visita

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Março 2006

.posts recentes

. De volta.....

. A minha agenda em ....

. E lá vou eu....

. Estou me a organizar

. Estou viva... ahahah

Terça-feira, 9 de Março de 2010

Ultimas novidades

Olá a todas

 

Estas semanas tem sido a mil, nem tempo tenho para vir escrever qualquer coisita. Tenho andado com muita coisa e depois o meu Tomás está sempre primeiro né verdade.

 

Fomos ao pediatra na semana passada, o gajo tá optimo, tem crescido, engordado, enfim o médico fartou se de fazer elogios e dar boas notícias. Quando estavamos a sair mais valia o homem ter ficado calado. Acho o pediatra do meu filho um optimo médico, nada de mal entendidos, ok? Mas fez um comentário que me fez sentir vazia, oca por dentro, triste sei lá, sai de lá a reflectir sobre os projectos de vida que fazia a uns anos atráz e que agora nada fazem sentido. Mas passando a contar, estavamos a sair da consulta e diz o pediatra: "está na altura de pensarem num irmão pró Tomás" Eu fiquei sem ar. a minha resposta de imediato foi " Não posso, ou melhor não devo, quer dizer nem pensar" o médico ficou a olhar para mim e refutou: "a sério? não digam isso, porque o tomás é uma criança que precisava de ter um irmão, tem muita vida, é feliz, porque não pensam nisso" e eu voltei a responder" não, tenho um problema no utero e não me é aconselhavel, além do mais não sei se aguentaria mais uma gravidez, quer fisica quer emocionalmente" E a conv ersa ficou por aqui.

O problema é o que aquele final de conversa despertou em mim. Várias coisas:

1º a ideia que tive sempre em ter mais que um filho. Tenho é verdade Tenho a minha Beatriz e o meu Tomás, mas porque não ter mais um?

2º que não vivi feliz a minha gravidez e que o facto de não ter mais nenhum filho implica que nunca saberei na realidade o que é ser e sentir a felicidade de andar grávida

3º que nunca terei recordaçoes, fotos sei lá mais o que de uma gravidez, porque não tenho da Beatriz nem do Tomás

4º porque o meu filho nunca vai saber o que é brincar, com um irmão, porque a Beatriz não está connosco

5º porque o meu filho precisa de algo que tem, mas que não está entre nós, e mm k eu não goste tem outra irmã que simplesmente não gosta dele, palavras dela "tem nojo dele"

6º porque a unica pessoa que o vai tratar como irmão o detesta

7º e ultimo, porque também percebi que mesmo que eu pusesse a hipotese de ter mais um filho a pessoa que está comigo não quer. a resposta foi, não nem pensar eu ja tenho mais uma com 8 anos.

 

Não fiquei chateada, acreditem, mas senti-me vazia, senti que nunca poderei dar ao meu filho a possibilidade de saber o que é ter um irmão, pois perdi a irmã que gostaria dele.

 

Ontem quando cheguei de Lisboa o meu filhote estava doente, cheio de febre, não está nada melhor, mas e não levem a mal não me apetece falar sobre isso, falo pessoalmente com com acho que merece saber... voces sabem quem são. (n levem a mal, mas assim as e os cuscas ficam a saber o mm, sao so 3 ou 4 no meio de tt que lêem o meu blog, mas n me apetece que fiquei a saber esses 3 ou 4)

 

 

Jinhos a todas

publicado por acreditarnodestino às 23:32

link do post | comentar | favorito
|
1 destino:
De Marta a 10 de Março de 2010 às 19:49
Que esse estado de espirito passe logo.
Beijinhos e as melhoras.

Comentar post

.links

.O que me faz voltar no tempo


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

.Visitantes